IBHD - nstituto Brasileiro de história do Direito

Biblioteca

Soberania, Representação, Democracia - Ensaios de História do Pensamento Jurídico 03/11/2010

Soberania, Representação, Democracia - Ensaios de História do Pensamento Jurídico

Autor: Pietro Costa


A produção científica no campo da História do Direito no Brasil vem se desenvolvendo muito nos últimos anos, especialmente graças aos esforços coletivos agregados pelo Instituto Brasileiro de História do Direito (IBHD). (...) No campo específico da História do Direito Público, a presente tradução de textos de Pietro Costa não poderia vir em melhor hora. (...) Historicizar, problematizar, questionar conceitos como soberania, democracia e representação é uma tarefa essencial para a consolidação de uma historiografia jurídica publicista, como faz Pietro Costa. Poder trazer estes debates aos pesquisadores brasileiros consiste em uma enorme contribuição para o campo da História do Direito Público no Brasil, que cada vez mais vem se afastando das obras laudatórias ou meramente narrativas ou descritivas para a consolidação de toda uma série de pesquisas elaboradas dentro dos padrões mais elevados de rigor acadêmico e científico internacionais, como a obra de Pietro Costa, sempre inspiradora para os pesquisadores brasileiros.”

- Da introdução de Gilberto Bercovici

Pietro Costa ensina História do Direito Medieval e Moderno na Università degli Studi di Firenze. Foi também professor nas universidades de Macerata e de Salerno. É editor da revista «Quaderni orentini per la storia del pensiero giuridico moderno». É sócio correspondente da Accademia dei Lincei. Entre suas publicações se destacam: Civitas. Storia della cittadinanza in Europa, em 4 volumes, Laterza, Roma-Bari 1999-2001; Lo Stato di diritto. Storia, teoria, critica, Feltrinelli, Milano 2002 (em colaboração com Danilo Zolo) (traduzido ao português: O Estado de Direito. História, teoria, crítica, Martins Fontes, São Paulo, 2006); Iurisdictio. Semantica del potere politico nella pubblicistica medievale, Milano, Giu-rè, 2002 (2ª ed.); Il Progetto Giuridico: Ricerche sulla Giurisprudenza del Liberalismo Classico, Milano, Giu-rè, 1974; Lo Stato Immaginario: Metafore e Paradigmi nella Cultura Giuridica Italiana fra Ottocento e Novecento, Milano, Giu- rè, 1986; Cittadinanza, Laterza, Roma-Bari 2005; Democrazia politica e Stato costituzionale, Editoriale Scientica, Napoli 2006; e Il diritto di uccidere. L’enigma della pena di morte, Feltrinelli, Milano 2010.

Outros artigos da Biblioteca
  • Perdigão Malheiro e a escravidão no Brasil Leia +
  • O procedimento de manutenção de liberdade no Brasil oitocentista Leia +

Área Administrativa